Trace Flags NÃO DOCUMENTADOS

Fala galera, tranquilo?

 O primeiro post técnico do meu blog será sobre os trace flags! Os trace flags podem ser utilizados de forma permanente ou temporária para alterar algum comportamento especifico do SQL SERVER, os mesmos geralmente são utilizados para questões relacionadas a performance ou para a análise de algum problema especifico. Alguns trace flags são bem conhecidos entre a comunidade, porém, nem todos são oficialmente documentados. Estarei listando abaixo alguns destes trace flags não documentados e sua descrição:

1. Trace flag -1 

Este trace flag é utilizado para ligar ou desligar um outro flag no SQL SERVER através dos comandos DBCC TRACEON and DBCC TRACEOFF. Ele não é um flag visivel nos resultados do comando DBCC TRACESTATUS, porém funciona perfeitamente. 

2. Trace flag 1204
Este trace flag retorna o tipo dos locks participantes de um deadlock e os comandos afetado pelo mesmo. 

3. Trace flag 1205 
Este trace flag mostra uma informação mais detalhada sobre o que estava em execução no momento de um deadlock.

4. Trace flag 1807
Este trace flag contorna o fato de voce não poder criar um arquivo de dados de uma base em uma unidade mapeada na rede.
 
5. Trace flag 3604  
Um dos trace flags mais utilizados, serve para enviar o resultado de um trace ao client. Usado apenas com o DBCC TRACEON and DBCC TRACEOFF.

6. Trace flag 3605 
Em comparação ao 3604, este trace flag envia o resultado de um trace ao errorlog do SQL SERVER.

7. Trace flag 3608 
Este trace flag ignora o recovery das bases de usuario e sistema com excessão da master.

8. Trace flag 8202 
Habilitando este trace flag os comandos de UPDATE no publisher de uma replicação serão sempre enviados ao subscriber como pares de DELETE/INSERT.

Espero que tenham gostado do post!

Abraço!

André CR 

Nenhum comentário:

Postar um comentário